Jul 11, 2020 Last Updated 7:10 PM, Apr 21, 2020

FUNDO MARLENE COLÉ de Apoio a Técnicos e artistas das Artes Cênicas

A APTI, juntamente com entidades parceiras (SATED,SP-COOPERATIVA PAULISTA DE TEATRO-COLETIVO DE CIRCOS-APTR) lançaram a campanha de apoio a técnicos e artistas que estão em situação de vulnerabilidade em razão da Covid-19. Como é sabido, as atividades em nosso setor foram completamente interrompidas e não há previsão para que retomemos os trabalhos.

A grande maioria dos trabalhadores do teatro, dança, circo e ópera, vivem esclusivamente de seu trabalho cotidiano, são artistas e técnicos como; Iluminadores, sonoplastas, camareiras, cenotécnicos, montadores, contra-regras, motoristas, bilheteiros, apontadores, aderecistas, costureiras, cenografos, figurinistas, músicos, compositores e arranjadores. Essas são algumas das categorias que trabalham diretamente na produção de espetáculos.

O FUNDO MARLENE COLÉ existe há 4 anos e agora está em campanha de arrecadação para que possa cumprir com seus objetivos. De imediato serão distribuidos R$ 500,00 para 130 profissionais e também 1000 cestas básicas para outros beneficiados. Para saber como se inscrever entre no site do FMC https://www.fundomarlenecole.com.br 

Precisamos de doações para que nossa ação seja permanente e duradoura, já que nosso setor deverá ser um dos últimos a retromar as atividades e existem só em São Paulo, aproximadamente 25.000 profissionais em situação crítica. No site acima estão as indicações de como doar, seja para pessoas jurídicas ou físicas.

Participe, doe, vamos participar dessa campanha do bem. Visite nossas redes sociais:https://www.facebook.com/fundomarlenecole  e Instagram: @fundomarlenecole

12-2013207966.jpg

Marlene Colé 

O Fundo Marlene Colé foi criado em 2016, ano em que as artes cênicas perdiam uma de suas mais adoráveis e competentes profissionais.

A carreira de Marlene Colé nas artes começou cedo. Ainda jovem integrou o Grupo de danças folclóricas de Solano Trindade, fundado nos anos 70 em Embú das Artes, e mais adiante se tornou cantora da noite, tendo participado do show da inauguração do Teatro Nacional em Brasília. 

De origem humilde, com o passar dos anos, para se sustentar começou sua carreira como camareirae nessa atividade trabalhou para uma legião de atores, atrizes e produções teatrais pelo Brasil a fora. 

Quando morreu, em 2016, fazia parte da equipe de camareiras do Teatro Municipal de São Paulo, além de trabalhar em outras produções.

Marlene Colé não tinha parentes. E quando faleceu tinha alguns recursos em sua conta bancária, fruto de suas economias. Um grupo de amigos solidários de Marlene, entre artistas e técnicos que conviveram com ela, resolveu criar, com esses recursos o FUNDO MARLENE COLÉ, para apoiar artistas e técnicos que estivessem passando por necessidades, honrando assim o nome de Marlene que sempre foi muito preocupada em ajudar o próximo. 

O Fundo começou pequeno, com os amigos participantes depositando mensalmente  quantias que foram relevantes na ajuda a diversos profissionais que tiveram a oportunidade de serem apoiados nesses quatro anos de existência desse Fundo. 

Atualmente a gestão do Fundo Marlene Colé está a cargo da APTI-Associação de Produtores Teatrais Independentes,

Mais Recentes - Notícias

REPERCUSSÃO SOBRE O FIM DO MINC

13 Mai 2016 - Notícias

SAIBA COMO FUNCIONA A LEI ROUANET

13 Mai 2016 - Notícias

PLÍNIO MARCOS 80 ANOS

09 Set 2015 - Notícias